sexta-feira, 12 de agosto de 2016

O TÉCNICO DE FUTEBOL QUE GANHA BEM - 100 MIL.... POR DIA. É DE ENCABULAR JUMENTO, VIU! Crônica, por Alex Barroso.

Antonio Conte, técnico do Chelsea: parece que ganha bem.


O TÉCNICO DE FUTEBOL QUE GANHA QUASE 100 MIL.... POR DIA. Bem explicado! Essas coisas do Futebol que encabulam até jumento!

É UmMô+Eu, por Alex Barroso, o ‘desbravador da ordem’ (advogado e escritor). Vamos comemorar a sexta!

O homem da fotografia não é uma regra no mundo de sua atividade, muito rentosa: o futebol, cujas ‘regras’, somente Deus conserta. Será?

O personagem, com certeza, também não é uma exceção. Ele é Antonio Conte, ex-técnico da Seleção Italiana e atualmente, comanda o famoso time do Chelsea, da Inglaterra, de um bilionário Russo, daqueles que têm dinheiro para “queimar caieira”, o dia todo e todos os dias do ano inteiro – como se fosse a plataforma da Petrobras, extraindo petróleo, literalmente, com aquela chaminha acesa, sempre, dias e noites (eu não estou falando de corrupção; cada coisa tem sua hora!).

Conte, o técnico do Chelsea, pode-se dizer e afirmar, de ‘olho fechado’, que ele ganha muito dinheiro.... pode-se dizer que ele ganha “muito demais” – é para usar o pleonasmo num momento em que ninguém vai perceber, já que esse diabo chamado dinheiro, tem feito, ao mesmo tempo, a alegria e a desgraça de muitos – não obrigatoriamente nessa mesma ordem.

Pois é.... o técnico Conte, informa a Grande Imprensa Global, ganha nada mais, nada menos do que R$ 2,8 milhões mensais. Não houve qualquer engano...

Você tem a noção dessa montanha de dinheiro? Nem eu, viu! Só sei que é muito dinheiro. É ‘muito demais’, para uma só pessoa. Se fosse por ano, ainda sim, seria coisa muita; seria coisa para surpreender qualquer ET. Mas não! O homem ganha é por mês.

Sim, meu amigo, acorda! O homem ganha 2 milhões e 800 mil reais todos os meses, e quem paga isso é o Chelsea. Agora, por favor, não me pergunte que eu não sei de onde vem o dinheiro. E nem quero saber, até porque não tenho tempo e capacidade suficientes para isso. E pior: não sei se, no final, fico com o juízo intacto, para seguir em frente.

O sujeito ganhar 2 milhões e 800 mil reais todo mês, é ganhar, todos os dias, aproximadamente, R$ 100 mil. Isso é uma estupidez!

Se o amigo não está acreditando... pois pegue uma calculadora; pode ser até dessas que vêm do Paraguai... a conta vai bater, do mesmo jeito.

Imagina, mesmo, uma pessoa ganhar 100 mil reais por dia? Pelo amor de Deus! Faça um ‘esforço’ e se imagine dentro dessa ‘lógica’!

Tenho vinte anos de profissão, na advocacia, uma atividade que não é tão ruim... dá pra ‘escapar’; posso lhe garantir que chegarei aos 100 anos de vida (se Deus quiser, e os inimigos deixarem), sem alcançar um patrimônio desses, que o técnico do Chelsea ganha somente em um mês, ou seja, em apenas 30 dias. Pra mim, essa notícia é de ‘lascar o cano’! Prejudicou até meu café. Estou sendo honesto! Ou vocês querem que eu minta? Graças a Deus que eu deixei a política, faz tempo. E só volto a ela, se for para ajudar a esculhambar mais um pouco.

Confesso que, atualmente, a depender dos dias da semana (especialmente segunda-feira, quando a mulher pede logo R$ 200, pra começar), falar de dinheiro é um dilema quase insuperável. Especialmente quando a mulher insiste no assunto e a gente, só tem como ‘alternativa’ olhar para um lado e outro, se fazendo de surdo. Se a tática adiantasse, ficaria pior: muita gente correria para o INSS pra pedir um benefício – o tal do BPC, o chamado encosto. Encosto? Ô nome bem botado, viu! Essa ‘caiu’ nesse momento; no improviso, como sempre.

Eu, particularmente, tenho me agarrado às crônicas diárias, procurando gozar os outros e a mim também – coisa que tem zangado a minha mulher, preocupada, claro, com as contas, “as dívidas”.

Tem dia que ela briga muito (tomara que ela não leia isso). Felizmente, existem os ‘fuxiqueiros’. Eles também têm o seu lado ‘bom’... eles disseminam as ‘notícias’. Você é que tem que pedir a Deus pra não ser contra o ‘próprio patrimônio’. Aliás, eu acho que, no dia em que não houver mais fuxiqueiro, a monotonia vai matar muita gente e os hospitais vão ficar mais cheios. Vai sobrar pra nós!

Mas minha mulher ainda não acreditou na minha capacidade de ganhar dinheiro com a literatura, com as crônicas satíricas – meu gênero predileto. É o meu ‘ganha-dia’.

Dia desses, disse pra ela: “Se eu parar de escrever, eu vou ter poucos dias de vida; eu me conheço!” Se eu parar de gozar as situações do dia-a-dia, em morro, em poucas horas. “Se tu quiser testar, é só me dizer! Agora, acho bom, você ir logo preparando a documentação... o INSS não aceita qualquer tipo de pedido, ainda mais de pensão”.

Depois que eu fiz esse ‘alerta’ para minha esposa, ela me deu uma ‘folga’... houve uma mudança da “água para o vinho”. Se ela voltar com a história, vou botar a ameaça em ‘prática’.

Agora, é que entendi porque é que muita gente, quando ganha na loteria, na mega-sena, faz besteira... compra e faz tudo enquanto não presta.

Às vezes, o sujeito, só de mal, torra todo o dinheiro em poucos anos, ou meses, até: primeiro, ele faz isso, zangado pelo tempo que passou na pobreza, “urrando”, na miséria; segundo, ele torra a grana, ‘dia e noite’ e ‘noite e dia’, achando que nunca vai acabar o ‘prêmio’. É aí que ele se lasca, de vez.... quando menos espera, já está pobre, outra vez. E, de novo, achando que ainda vai ganhar mais uma ‘veizinha’, naquela velha ‘crença’.

O brasileiro, numa situação dessas, como ele é religioso demais, é capaz de fazer promessas e dizer: “Meu Deus, só quero ganhar mais uma vez... garanto-lhe que, agora, eu vou fazer tudo direitinho!”

O discurso é bonito demais, igual político em campanha, ainda mais com um marqueteiro perto, tipo Duda Mendonça.

E “Deus”, lá em cima, só pensando, na promessa do ‘home’: “me engana que eu gosto!”.

A gente fala que Deus ‘está lá em cima’; na verdade, a gente não sabe direito onde ele está. A gente só faz um cálculo: essa é a grande verdade. É como ‘atirar no escuro’. Eu, por exemplo, já gastei muitas balas.

Ora, você acha que Deus iria ficar num local pra gente saber? Você acha, então, que ele iria dar ‘sopa’? Deus fez algumas coisas erradas, mas foi bem pouquinhas, viu – dentre as quais se encarregar de proteger nós, aqui embaixo, ou melhor, aqui na Terra, nesse inferno de muitos ‘cãos’.

Faz horas que esquecemos o técnico Conte, com sua ‘bufunfa’ mensal que agride até os grilos. Será que o esquecimento foi proposital?

Difícil saber, viu! Mas, se realmente, foi, é porque está havendo um avanço danado, nas nossas atitudes.

E se a gente estiver iludindo a gente mesmo? Me diga?

Posso lhe garantir: durante o resto da semana, não falo mais em dinheiro, somente de dificuldades: do dinheiro, cuida Conte, que ganha bem; das dificuldades, cuido eu. Aliás, cuidamos nós. O que rapá? Não adianta! D-u-v-i-d-o que eu esteja só nessa desgraça.

E se eu estivesse sozinho, nela, eu arrastaria ‘meio mundo’. Ficar só, na pindaíba, jamais! Fico não, viu!

Tomara que eu nunca tope com esse tal de Antonio Conte, o técnico do Chelsea. Se eu cruzasse com ele, um dia.... sei não, viu: eu não me responsabilizo pelos meus atos.

Moral da história: diante de tudo isso, só resta gozar, gozar muito, para afastar os maus olhares.

Eu, vou continuar gozando, enquanto meu gás permite. Afinal, eu não sei quando ele vai acabar, de vez. E, para falar a verdade, nem desejo saber.

É impossível viver o amanhã, hoje. Graças a Deus, por isso!!

Pare de reclamar, meu amigo! Não jogue seu precioso tempo, fora!
   
Goze da vida; goze de tudo e de todos; o resto é que se dane!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário