sábado, 6 de agosto de 2016

OLIMPÍADAS NO RIO DE JANEIRO: AS BALAS PERDIDAS DÃO O 'AR DE SUA GRAÇA!'.

A bala perdida, encontrada no Centro de Hipismo: mas você pode achar que é apenas uma demonstração voluntária.


A RIO-16: AS OLIMPÍADAS E O FENÔMENO DA BALA “PERDIDA”. É RUIM, HEIN?


O Rio de Janeiro ‘continua lindo’.... e perigoso! O Rio continua ‘reimoso’!

As delegações dos Jogos olímpicos já se deparam com um fenômeno que os cariocas estão bastante acostumados, no dia-a-dia: a bala perdida. Ou melhor, as balas perdidas. Elas não são poucas, infelizmente. ‘Aqui e acolá’, o negócio pega! É preciso ter controle, para não perder o próprio controle.

Neste sábado, um membro da delegação da Austrália deu a notícia ruim – já esperada e até aguardada, por conta do histórico que todos os Continentes da Terra já têm pleno conhecimento.

O sujeito vir de tão longe, para achar bala ‘perdida’, logo nas Olimpíadas, é barra, viu!

O projétil, caído no Centro Olímpico de Hipismo, foi encontrado na manhã de hoje. O episódio foi levado ao conhecimento da Polícia que, por já está acostumada com a triste e feia ‘rotina’, só não devolveu o troço ao atleta, para evitar comentários negativos. Seria um deboche daqueles... a vontade do policial foi grande, mas.....

No Rio de Janeiro, a depender do período, a Polícia não atende ocorrência de apenas uma bala ‘perdida’. Tem que ser de 3 pra cima, de preferência, saídas de fuzil AR-15. Agora, se vierem de AK-47, melhor ainda. Era a arma de cabeceira do terrorista saudita Bin Laden, morto, pelos americanos, como vingança pelo 11 de setembro.

A bala ‘perdida’, encontrada no Centro de Hipismo, dizem as autoridades da segurança pública, será devidamente ‘periciada’. É mais um dinheiro gasto, para coisa nenhuma. O resultado, seguramente, todos já sabem: a bala saiu de uma arma...  essa vai ser a conclusão. Você acha que a conclusão é outra? Me responda, com toda a honestidade possível!

Agora, se a perícia disser que a bala saiu de um revólver, desconfie... se for isso, a Polícia terá a obrigação de indicar qual a origem do Planeta.

Como se vê, o Rio tem dificuldade de mudar. Fazer o quê?


Uma última notícia: o Comitê da Rio-16 informa que ninguém ficou ferido, com a bala perdida. Ah, tá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário