quinta-feira, 4 de agosto de 2016

RIO-16: MICHEL TEMER VAI AO 'ENCONTRO' DAS VAIAS. RECUAR, JAMAIS!!

Tocha Olímpica: símbolo dos jogos.

Michel Temer já está sabendo das vaias. 

MICHEL “TOCHA” TEMER: CHEGOU O MOMENTO DA ABERTURA DOS JOGOS.


O Presidente da República, interino, Michel Temer, prepara-se para participar da abertura das Olimpíadas, no Rio de Janeiro, nesta sexta – um Evento que qualquer autoridade, logicamente, precisa ir para tirar uma ‘cascona’. No caso de Temer, talvez seja uma ‘casquinha’. E olhe lá!

Ele já conta, ‘na certa’, com uns quilos de vaia... elas estão sendo organizadas, por vários grupos, inclusive do PT e de algumas entidades, para acontecer em vários pontos da “Cidade Maravilhosa”. “Cidade Maravilhosa”, aqui, não entram a violência e os assaltos nas Linhas Vermelha, Amarela, Azul, Encarnada e muito menos a Preta. Também ficam de fora os furtos – grandes e pequenos.

Do mesmo modo, os conflitos nos Morros, que no Rio tem pra diabo. No Rio é assim: tem um morro para cada quilômetro quadrado. Você pega o coletivo, anda o dia inteiro, e pergunta: “quando vão acabar os morros?” Ou seja, tudo é morro e tem hora que morre muita gente, mesmo. Tem morte que a Segurança Pública nem mesmo pode contabilizar – por motivos variados.

Mas nas Olimpíadas, o Governo vai ‘diminuir’ os conflitos... ele vai dar um jeito de arrumar uma trégua com os marginais. Ah, você pensa que os Governos não lançam mão desse tipo de ‘estratégia?’. Vá pensado...

Você lembra quando Michel Jackson chegou no Brasil? Só começou a gravar seu clip quando recebeu a ‘autorização’ da bandidagem. Tudo ok?, perguntou o cantor. Sim, tudo ok, ‘Maicon’.... você já começou a gravar?

O negócio, meu amigo, é desse jeito. E ponto final!

A equipe de segurança de Michel Temer já está monitorando a ‘situação’. Teve um assessor do Presidente que disse que as vaias, no Maracanã, são normais.

“No Maracanã, vaia-se até minuto de silêncio”, disse ele.

Não se sabe, mas tudo indica que o tal assessor quis, na verdade, acalmar os nervos de Michel Temer, que não desejaria ganhar uma vaia daquelas – assistida em tempo real por muitos países, logo agora.

Os ‘vaiadores’ querem protestar após o Hino Nacional e quando Temer pegar no microfone: eles vão vaiar antes e durante a sua fala.


Mas Michel não pode Temer o risco: recuar, nem pensar!

Como dizia o saudoso Vicente Mateus, do Corinthians: “quem tá na chuva, é para se molhar”.

Será que não é possível arranjar um guarda-chuva, para o nosso querido Temer?

Nenhum comentário:

Postar um comentário