terça-feira, 13 de setembro de 2016

CANDIDATO A PREFEITO PRECISA APENAS DO VOTO DELE PARA GARANTIR A VITÓRIA. COMO ASSIM?

Dionisio Wagner e Juliane Kempf: candidatos a prefeito e vice.

CIDADE DO RIO GRANDE DO SUL TEM APENAS UM CANDIDATO A PREFEITO: SÓ BASTA TER UM VOTO. É MOLE OU QUER MAIS?

Já imaginou, você, candidato a prefeito de uma cidade brasileira, precisando do seu próprio voto para se eleger? Brincadeira? Não, não! Dionisio Wagner, do PP, na cidade de Lagoa dos Três Cantos/RS, pra se eleger, nem mesmo precisa contar com voto de outro eleitor – o que, de certo modo, tem uma vantagem, e desvantagem também: é que o candidato fica muito à vontade, sem medo de perder a disputa.

Na eleição ao cargo de prefeito, em Lagoa dos Três Cantos, para garantir a vitória nas urnas, basta o candidato Dionisio contar com o voto dele mesmo, ou seja, o próprio apoio. Assim, ele só não ganha a parada, se, no dia da eleição, der uma zebra muito grande, como, por exemplo, uma doença, dessas que deixam o sujeito acamado, sem poder andar e com a cabeça revirada 100%, a ponto de não se lembrar que existem eleição e prefeitura – nesse caso, ele teria que contar, claro, com a maldade de todos os seus parentes e amigos, o que é uma hipótese quase impossível, já que o Mundo ainda conta com muita gente boa.     

Uma certeza, já se tem: os agiotas do dinheiro público ou privado mesmo, em Lagoa dos Três Cantos, talvez não achem ‘interessante’ a vitória do candidato. É que, Dionisio, já informou à população que, dos R$ 108 mil previstos pela atual legislação, ele só deverá gastar apenas R$ 10 mil – vai dividir esse montante com material de propaganda, divulgação no Rádio e algumas ‘besteiras’.

Sim, Lagoa dos Três Cantos, só dispõe de 1.552 eleitores, o que facilita, em muito, a vida dos candidatos. Mas não fique preocupado, com isso. Há várias cidades no Brasil em que somente um candidato vai disputar a eleição de prefeito. Não apareceu outro concorrente. A crise também ajudou.

Já pensou se essa ‘onda’ pega, no Maranhão? Muitos agiotas iriam achar ruim... eles poderiam fazer ‘greve’.

Não seria bom a gente pensar nisso? Pois é.... deixa pra falar disso, no outro pleito. Nesse, está sem jeito. Todas as 217 cidades do Estado têm dois ou mais concorrentes.

De qualquer modo, essa ideia de apenas um candidato – em que pese ser ruim em alguns aspectos, de repente, pode ser uma ‘alternativa’. Muita gente iria achar ruim, pela falta de ‘opção’. Mas lhe garanto que os desmandos, a corrupção e a baderna, poderiam (eu disse, poderiam) diminuir. A Polícia e o Ministério Público, por exemplo, iriam agradecer. Sobraria tempo para outras coisas. Tenho certeza que nenhum advogado iria achar ruim. Na verdade, tenho apenas a impressão disso.

Afinal, o Brasil atual vive de incertezas.... e o povo também!!

Uma Lagoa só com ‘Três Cantos’ dando um exemplo e tanto! E se ela tivesse mais um canto?

Viva Lagoa dos Três Cantos!!

P.S.: informação importante: Em Lagoa dos Três Cantos, Dionisio se uniu com a atual vice-prefeita, Juliane Kempf, que é de outro partido/PMDB, em nome dos ‘interesses’ da população de lá. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário