quarta-feira, 28 de setembro de 2016

ELEIÇÃO EM PAULO RAMOS, NO MARANHÃO: PESQUISA DIZ QUE RENATA MARTINS DEIXOU DEUSIMAR SERRA NA 'POEIRA'




PESQUISA ESCUTEC EM PAULO RAMOS: UM ‘DESALÍVIO’ PARA MUITOS OUVIDOS.

A pesquisa de intenção de votos (divulgada ontem), da empresa Escutec, dando conta de que Renata Martins/PMDB, está na frente do candidato da oposição, em Paulo Ramos, Deusimar Serra/PC do B – aliado do Governador Flávio Dino, com certeza, serviu para tirar a ‘prova dos nove’. Ficou até um pouco contraditório: é que a Econométrica – que passou a trabalhar com o Governo do Estado do Maranhão, nos últimos dias, divulgara uma pesquisa, na qual Deusimar Serra estaria na dianteira da eleição em Paulo Ramos, com mais de 10%.   

Até aí estava tudo bem, até porque a pesquisa da Econométrica – dando Deusimar Serra na frente, foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral – TRE. Alguns apoiadores de Deusimar Serra, inclusive pessoas da Coordenação, faziam questão de dizer: “a pesquisa foi registrada, no TRE!”

Pois bem.... ontem, foi a vez de outro resultado de intenção de votos em Paulo Ramos, da empresa Escutec – que também trabalha para o Governo do Estado.

A pesquisa da empresa Escutec foi divulgada ontem, ou seja, nesta terça-feira, dando Renata Martins com 48,3%, enquanto Deusimar Serra tem 40,1% das intenções de voto do eleitorado.

Resumo da ópera: RENATA MARTINS, DE ACORDO A PESQUISA, ESTÁ NA DIANTEIRA DA DISPUTA PARA A PREFEITURA, COM 8,2%.

A pesquisa foi encomendada pelo Jornal O Estado do Maranhão e foi divulgada no Jornal Mirante.

Existe um dado importante, para quem está atrás. É que, segundo a Escutec, em Paulo Ramos, tem um percentual de indecisos de 9,3%.

Agora, cada candidato deverá buscar os votos destes indecisos: Se Renata Martins conseguir alguma coisa, vai consolidar a dianteira. Mas se esse eleitorado migrar para Deusimar Serra, a história poderia mudar.

Tem um dado importante e preocupante, ao mesmo tempo: na reta final, quem está subindo, continua subindo; mas quem está descendo, continua em queda-livre. Essa tem sido a ‘tradição’, a menos que haja um ‘fato novo’, de muita ‘gravidade’.

Claro que as urnas, no dia 02 de outubro, são o melhor ‘tira-teima’. Mas quando a pesquisa coloca o candidato na frente, é ‘meio caminho andado’.

Até porque a pesquisa é feita é com o eleitor, o dono do resultado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário