domingo, 4 de setembro de 2016

GOVERNADOR DO MARANHÃO INAUGURA OBRA - PRÉDIO DO CRAS, SEM ENERGIA E SEM ÁGUA. É VERDADE!




GOVERNADOR DO MARANHÃO, FLÁVIO DINO, INAUGURA PRÉDIO DO CRAS, SEM ÁGUA E SEM ENERGIA: DIFÍCIL DE ENTENDER! DIFÍCIL DE EXPLICAR!

Poema do CRAS.

É um prédio, é do CRAS
É uma obra boa, mas não vai,
Vai faltar?
Não tem água, pra ‘moiá’
Nem energia pra iluminar.

Pois é.... o Governador do Maranhão, Flávio Dino, bem que poderia ter evitado... evitaria até a gente falar mal dele, mas não foi o que se viu; a realidade é outra, infelizmente, apesar de que a conta, somos nós que pagamos. E pagamos adiantado, tem mais essa!

Neste sábado, 4, na cidade de Paulo Ramos, o Governador Flávio Dino inaugurou uma obra, feita com recursos do Estado, o CRAS – Centro de Referência de Assistência Social.

Não se sabe o porquê, mas o prédio do CRAS foi inaugurado, acredite!, sem ENERGIA ELÉTRICA E SEM ÁGUA, dois serviços importantes para qualquer repartição pública. Não havia, nem Energia e nem Água. Isso mesmo, apesar de as duas companhias (Cemar e a Caema), respectivamente, pertencerem ao próprio Governo do Estado. Que contradição! É difícil, viu!

Se o Mundo fosse acabar neste final de semana, até que justificaria o ato do Governador. Mas, como a gente sabe (graças a Deus) que não vai ter uma catástrofe dessas, tão cedo, é difícil entender por que Flávio Dino optou por essa alternativa tão triste, tão tola, tão indigna, para o cidadão suportar.

Você pensa que foi somente isso? Tá ‘enganadeodó’, pois para a inauguração do prédio pertencente à área social, por excelência, quem veio representar o Governador Flávio Dino, foi Jeferson Portela, Secretário de Segurança Pública do Estado. Cadê o Secretário da Assistência Social? Cadê? O que ele está fazendo? O que ele tem a dizer sobre isso? 

Não se justifica, jamais. A ‘medida’ foi até suspeita, viu!, por razões que ninguém precisa mencionar.

Tem mais: O ilustre Secretário de Segurança, Jeferson Portela, desceu de seu helicóptero (de carro, demora) inaugurou a obra e, de lá mesmo, rumou a outro destino. Bom, aliás, muito bom, se o ilustre Secretário estivesse dado um pulinho lá na Delegacia de Polícia da cidade, Paulo Ramos, onde a precariedade ‘fala grosso’. Na Delegacia de Paulo Ramos, os presos são obrigados a tapar os narizes (o nariz, a venta), para não encher o pulmão de catinga, vinda da fossa, que, há muito tempo, está pedindo socorro: a fossa só quer, mesmo, que alguém a conserte; ela pede socorro e ninguém a atende. Simples assim! Mas....

Sabe-se que a Máquina do Governo tem que ‘abraçar’ muitos compromissos. Às vezes, realmente, é preciso ‘escalar’ autoridades e/ou servidores de uma pasta que nada tem a ver com o serviço a ser inaugurado.

Mas, o fato é que, no caso da inauguração do CRAS da cidade de Paulo Ramos, é preciso que o governador mande elaborar uma ‘tese’, para justificar como é que o Secretário de Segurança Pública do Estado visita uma cidade, para inaugurar uma obra de uma pasta que não é a dele e, sequer, comparece à Delegacia de Polícia. Até mesmo, por uma questão meramente simbólica, seria uma atitude feliz. Mostraria que o Governo está, de fato, preocupado com melhorias, no setor. Preso, no Brasil, ainda não perdeu o direito de respirar.

Agora, se o Secretário de Segurança, não queria sentir a catinga da fossa da Delegacia e reparar outras deficiências, a gente ‘perdoa’. Mas continua sendo difícil de ‘entender’ e também de ‘explicar’.

Na oportunidade, a Prefeitura de Paulo Ramos foi representada pela Secretária Municipal de Assistência Social, Antonia Jacilda Lima de Andrade.

PS: O prédio do CRAS de Paulo Ramos foi inaugurado sem energia e sem água. Mas é ‘importante’ observar que o prédio já tem fiação e cano embutido, nas paredes; não sei se é da marca “tigre”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário