segunda-feira, 17 de abril de 2017

PAULO RAMOS: TEMPO BOM, AQUELE DO 'VÉI' PAULO GOMES.... É UmMô+Eu, com Alex Barroso (advogado)


TEMPO BOM, AQUELE DO ‘VÉI’ PAULO GOMES.... É PRECISO VOLTAR PARA A DÉCADA DE 70/80??

É UmMô+Eu, com Alex Barroso (advogado).

Essa foi a conclusão de dois políticos experientes, semana passada, diante de tanta dificuldade apresentada pelo Prefeito Deusimar Serra/PCdoB, em Paulo Ramos, onde tudo, tudo mesmo, depende dessa ‘diaba’ chamada de licitação. Tomara que não inventem que, para fazer sexo, a partir do mês de maio, vai depender de licitação. Será o cúmulo do cúmulo... A taxa de divórcio, com certeza, vai aumentar! Os advogados é que vão aproveitar a ‘onda’. O Tabelião, por razões idênticas, vai adorar o movimento...

Mas, se pudéssemos voltar àquele tempo era bom demais.... Era o final da década de 70 e começo dos anos 80.  Seu Paulo Gomes, ou melhor, ‘véi’ Paulo, como era chamado o terceiro Prefeito da história de Paulo Ramos, saia com sua maleta, debaixo do braço, pagando ‘um e outro’, inclusive os funcionários que, registre-se, eram poucos, é verdade. Mas, ‘véi’ Paulo só ficava em paz quando chegava ‘no último’. Ele, segundo alguns, só ficava tranquilo quando conseguia ‘zerar’ as obrigações da Prefeitura. Naquele tempo, era motivo de grande satisfação. Hoje, a coisa mudou muito; além da escassez de dinheiro, tudo tem que ter essa tal de licitação. Será que, até para cumprimentar as pessoas, vai ser preciso fazer um pregão, para licitar cortesia?

O certo é que esse verbo – licitar, tem sido muito pronunciado na Gestão pública, nos últimos tempos. “Vamos licitar, amanhã (...) faremos uma licitação; aliás, nesta semana, é só o que vai ter; vamos ter a semana e a outra, e o mês que vem, com muitas licitações; estamos com sede, mas, a partir de amanhã, ninguém ficará sem água, já que a licitação vai resolver todo o problema”, informam alguns.

Tudo bem! Só desejo mesmo que nunca alguém invente, pelo amor de Deus, de licitar a nossa trepada – aquela do meio dia. Caso isso aconteça, a taxa de divórcio, com certeza, vai aumentar. Muitos advogados vão fazer a farra; eles vão ‘deitar e rolar’. Como assim? E a licitação?

Meu amigão, tenha paciência! Vamos mudar de assunto! Licitar? Licitar o quê? Chega de repetir esse termo tão antipático! Vamos acabar com esse verbo!

Agora, falando sério: se houver licitação, me avise!

Já vi que não tem outro jeito.... É melhor cair na ‘real!’

Nenhum comentário:

Postar um comentário