domingo, 28 de maio de 2017

UM BRASIL 'DIFÍCIL' PRA SE VIVER..... CRÔNICA, POR ALEX BARROSO.

JBS: o boicote funcionaria?

UM BRASIL ‘DIFÍCIL’ PRA SE VIVER......

Crônica, por Alex Barroso (advogado).

Nos últimos meses, com os acontecimentos que vieram à tona, no mundo empresarial e político, chegou-se à conclusão de que, atualmente, muita gente está ‘implicada’; são tantas as ‘complicações’ e as ‘imbricações’.... nossos atos hão de ensejar consequências várias, e não adianta recorrer àquela conduta ‘desviante’, para fazer de conta que o muxicão deve ser dado tão somente naquele que vem ‘mais atrás’. Nós mesmos não temos nada a ver ‘com isso!’ É isso mesmo? Eu, hein!

De repente, ouvimos no noticiário da televisão, logo pela manhã, que, dentre os conduzidos pela PF está o nosso representante, no Congresso Nacional... é que o nosso deputado, tão combativo, tão altivo, durante a campanha eleitoral, está sendo ‘levado’ para a cadeia, ante a descoberta de que ele, ao invés de estar fazendo a defesa de nossos interesses, no Parlamento, foi pego com o ‘boca na botija’, metido em traquinagens mil; ele, o nosso representante, estava, ou melhor, está enfiado até o pescoço, em falcatruas, envolvendo duas de nossas estatais, já tão sofridas pela ação deletéria de outros gatunos de ‘primeira linha’, sempre audaciosos, em colher aquilo que outros plantaram.

Estamos diante de um ‘retrato’, cunhado pela ‘capacidade de gerenciamento’, no melhor ‘conceito delinquencial’ de homens que sofreram, no ‘meio do caminho’, uma transformação, a partir dos interesses que eles trataram de nos esconder, quando fizeram aqueles contatos para a demonstração de lamentáveis propósitos que eram e que continuam sendo só seus. Perdeu-se a compostura... o pior é que estamos numa época em que fica mais ‘fácil’ entender aquela máxima, segundo a qual, ‘todo homem tem seu preço’. E se tiver, mesmo, como ficariam alguns personagens, quando houvesse uma liquidação geral, para a ‘reposição dos estoques?’  

Pensando bem, estamos atravessando um processo de decomposição em vários sentidos, inclusive no campo da moral e da ética. Será isso mesmo??

Os dias e as horas passam, mas nada de certeza sobre o ‘final da largada’, com vistas a um recomeço....
No escândalo da hora, a JBS entende ter chegado sua ‘oportunidade’ de ‘contribuir’, a fim de marcar sua atuação, para ajudar nos livros de história...

Na verdade, o revelado pela direção da empresa é apenas uma espécie de sequência de um filme vampiresco, a confirmar uma qualidade diferenciada para o sangue dos brasileiros de bem, aqueles que continuarão a pagar seus impostos, sem poder recorrer a quem quer que seja. É uma situação-limite, se é que para alguns isso tenha alguma importância.

A JBS é uma Cia ‘grandiosa’, não só pela capacidade de demonstrar o tamanho da cratera que ela ajudou a ‘formatar’, irrigando ‘mãos’ e ‘bolsos’ de muitas ‘nacionalidades’, para fazer jus ao processo de sua ‘expansão’, Mundo afora, através do braço longo do nosso providencial BNDES – tão mirado pelos grandes ‘conglomerados’. A JBS é grande pelo tamanho de sua ‘ousadia’ em atuar contra nós e, ao mesmo tempo, poder contar com a nossa falta de ousadia e/ou reação.

O certo é que, agora, podemos checar a lista de nossas dificuldades para lidar com um troço desse tamanho e fundura.... A JBS está em muitos setores da economia, inclusive empurrando a carne, via Friboi, ao estômago dos brasileiros, por meio de campanhas bem sucedidas.

Amanhã, por conta das denúncias criminais, os investigadores poderão querer saber se os consumidores, quando compraram a carne da empresa, sabiam das falcatruas praticadas por ela e por seus donos. Eles, os investigadores, poderão enxergar a participação de muitos de nós, em práticas danosas e pouco recomendáveis e, daí, tirar conclusão de verdadeiro ‘conluio’. Que encruzilhada, a nossa, viu!!

E, se daqui a pouco, baixarem uma norma para impedir que compremos a carne da Friboi, a linguiça da Seara, o leite da Itambé, o detergente/limpeza da Minuano/Neutrox, a sandália da Havaianas ......???

Pois é..... ao que tudo indica, a coisa saiu dos trilhos. Ou será que nunca esteve neles?

Nós somos o País do Carnaval, do Futebol, da Feijoada..... e do Churrasco.
Será possível garantir tudo isso sem a presença, marcante, da JBS e dos irmãos Wesley e Joesley Batista?

Qualquer coisa, a gente recorre ao ator Tony Ramos... e, se for preciso mais empenho, buscaremos o Rei Roberto Carlos, para garantir o continuar da nossa festa!

Você ainda insiste em dizer que as coisas, no Brasil, estão difíceis?

Prefiro fazer como um jornalista do passado: “Nada a declarar!”, até porque, sendo um candidato em potencial, constatei que a JBS foi a maior 'doadora' da campanha eleitoral de 2014.

Nem mesmo sei se deveria ter feito a indagação supra!

Nenhum comentário:

Postar um comentário