segunda-feira, 19 de março de 2018

EX-PREFEITO DE CODÓ ENFRENTARÁ 12 INVESTIGAÇÕES.... VAI PEDIR 'MÚSICA NO FANTÁSTICO'....


EX-PREFEITO DE CODÓ, ZITO ROLIM, ENFRENTARÁ 12 INVESTIGAÇÕES....VAI PEDIR ‘MÚSICA NO FANTÁSTICO’...

O ex-prefeito de Codó, Zito Rolim, não poderia esperar por situação mais embaraçosa, depois que está fora da Administração e, portanto, com os ‘meios’ diminuídos para enfrentar reveses da vida pós-mandato...

Na verdade, a situação de Zito Rolim é uma espécie de repeteco daquilo que é noticiado, regularmente, Brasil afora, em relação a gestores, atuais e do passado, revelando péssima condução dos interesses da sociedade.

O Ministério Público Estadual, na Comarca, botou os olhos em um rosário de peripécias do ex-prefeito, que teria entabulado contrato com algumas empresas, sem atentar para o rigor e as exigências da Lei de Licitações. Rolim teria contratado empresas, de forma continuada, lançando mão, também, daquele recurso que permite fazer a velha e bondosa “inexigibilidade” no procedimento levado a cabo para realizar contratações no âmbito da Administração – Carnaval e Aniversário da cidade, por exemplo.

Tem um detalhe: 12 são os inquéritos civis públicos, abertos para chegar ao caminho das pedras... Os contratos envolvem, também, as empresas Vieira e Bezerra Ltda e A4 Produções e Eventos Ltda, cuja conclusão pode lastrear ações, cíveis e até criminais, se for o caso, para vincular os responsáveis.

Zito Rolim, para quem não se lembra, é aquele personagem que, quando estava à frente da Prefeitura de Codó, foi ‘traído’ pela própria omissão, quando teve o veículo ‘engolido’ pelo vão de uma ponte, cuja respectiva madeira havia caído, e ele, Zito, por irônico descuido, não pôde evitar o acidente, o qual, felizmente, não ensejou o pior. Foi apenas para causar um “choque de gestão!”

Publicamos, neste blog sobre o episódio, oportunidade em que fizemos até um ‘velso’:

“no meio do caminho faltava uma ponte
faltava uma ponte no meio do caminho
havia um carro e, dentro, um motorista,
mas estava dormindo”.

Assim, encerramos a matéria... Zitão vai enfrentar uma enxurrada de acusações, sobre os contratos mal explicados, do tempo de sua Gestão catastrófica. É possível até lembrar a Lei de Newton: toda ação provoca uma reação. Agora, é esperar! E Zito Rolim vai reagir, com certeza!

O cidadão Codoense agradece!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário