sexta-feira, 23 de março de 2018

"JORNAL PEQUENO" OMITE INFORMAÇÃO IMPORTANTE SOBRE A PREFEITA DE SATUBINHA....


“JORNAL PEQUENO” OMITE INFORMAÇÃO IMPORTANTE SOBRE A PREFEITA DE SATUBINHA....

Às vezes, pode ser um descuido. Às vezes, pode ser um desleixo. Em ambos os casos, o resultado é ruim e pode ter consequências ruidosas, notadamente de natureza moral para os envolvidos.

O Jornal Pequeno, na edição desta quinta-feira, 22, publicou matéria sobre uma ação civil pública – ACP, movida pelo MPE, na Comarca de Pio XII, contra a Prefeita de Satubinha, Dulce Maciel Pinto, e seu vice, Antonio Evangelista.

A ação civil pública se baseia no fato de que, durante a campanha à reeleição dos dois à Prefeitura, alguns bens da Administração teriam sido usados em benefício deles, no respectivo Comitê: mesa, cadeiras e uma mesa de som, o que poderia configurar a conduta de abuso do poder político.

O JP – não se sabe se por desleixo ou outra causa, mencionou que, por conta do referido episódio, Dulcinha e Evangelista foram condenados na esfera eleitoral e tiveram seus mandatos cassados, com imposição de multa. Tal informação é fato!

Ocorre que o JP, jamais teve a preocupação de dizer que os dois – Dulce Maciel e seu vice, Evangelista, foram absolvidos no âmbito do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão – TER/MA, o que revela que o referido Órgão Jornalístico, com sua omissão, terminou induzindo o leitor a achar que ainda está valendo o resultado de uma sentença que, há muito, já está com seus efeitos anulados pelo TRE. Em julgamento no começo do mês, realizado pelo TRE-MA, o recurso eleitoral manejado pela Prefeita Dulcinha e seu vice foi provido, ou seja, aceito e, assim, a sentença eleitoral da Zona Eleitoral/Olho D´Água das Cunhãs, foi julgada improcedente. E tanto foi a falta de fundamento da cassação que o placar, no TRE, foi de 6 votos a favor do recurso. A decisão do Tribunal Regional Eleitoral se deu por unanimidade, em favor da Prefeita Dulcinha e seu vice, Antonio Evangelista.

O Jornal Pequeno, com isso, deixou de informar bem aos seus leitores, sobre um fato relevante, ou seja, uma condenação que, do ponto de vista legal, foi desfeita há dias.

Que o JP não tenha feito isso de forma dolosa, ou seja, usando a má-fé, com o intuito de prejudicar. Afinal, muitos blogs têm o ‘hábito’ de espalhar notícias, na base do Ctrl “C” e do Ctrl “V”, reproduzindo, assim, muita coisa do jeito que encontram. Se a matéria estiver certa, ok! Do contrário, o estrago estará feito!

É esse tal de estrago que é sempre bom evitar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário