quarta-feira, 28 de março de 2018

ROMERO JUCÁ ESTÁ LIVRE.... A PEÇA ACUSATÓRIA NÃO TRAZIA OS "ELEMENTOS MÍNIMOS", DIZ STF.



ROMERO JUCÁ ESTÁ LIVRE..... A PEÇA ACUSATÓRIA NÃO TRAZIA OS “ELEMENTOS MÍNIMOS”, DIZ STF.

O Supremo Tribunal Federal – STF, acabou de mandar pelos ares uma formulação da Procuradoria Geral da República, que propunha transformar o Senador de Roraima, Romero Jucá, em Réu, com base numa doação de campanha, no valor de R$ 150 mil, a qual, segundo a acusação, estava atrelada aos benefícios vinculados a uma Medida Provisória, com supostos esforços e atuação de Jucá.

Para os Ministros da 2ª. Turma do STF, os elementos da peça acusatória jamais levam à configuração do crime de corrupção, como desejava a PGR, inclusive para atrair a conduta do empresário Jorge Gerdau, cuja conduta fora entrelaçada com a de Jucá.
Para Celso de Melo, relator, a imputação não pode ser “produto da vontade pessoal e arbitrária do acusador”.

A peça foi rejeitada. Sendo assim, a lista de Jucá, a respeito de inquéritos penais, diminui.

Romero Jucá, a propósito, sempre afirmou que nunca cometeu o crime que se lhe imputava.

Então, sendo assim, os Ministros do STF acertaram.... ‘na mosca’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário