terça-feira, 3 de julho de 2018

DEMOCRATAS FAZ OS ‘PREPARATIVOS’ PARA ANUNCIAR A DESISTÊNCIA DE CANDIDATURA PRÓPRIA...

Maia e ACM Neto, que preside a sigla.

É isso mesmo! O eleitor que se ‘preparou’ para ver a foto do deputado Rodrigo Maia/DEM na urna eletrônica, está convidado a procurar outro nome, no meio desta ‘selvageria de indefinições’ que se tornou a eleição de outubro, no País....

A Direção Nacional do Democratas/DEM divulgou a notícia, como se ela tivesse que ser anunciada, como se uma necessidade urgente. Na verdade, Rodrigo Maia é uma espécie de ‘faik desistente’: aquele que diz que não será, sem nunca ter sido. Como assim? Rodrigo Maia, desde o começo do ano, vem sinalizando, para si e uma penca de deputados, que poderia ser candidato à Presidência. O certo é que ele nunca saiu da ‘zona do poderia’, tanto que nunca evoluiu, a ponto de não passar segurança, inclusive para ele próprio, sobre a viabilidade de seu nome para uma disputa de vergonha, por conta mesmo da imagem e da posição do partido, frente aos interesses nacionais, sem falar dos índices ruins da classe política, que só ajuda a aumentar o distanciamento entre eleitor-eleito.

Não é à toa que o eleitorado vem mostrando, pelas pesquisas mais recentes, que mais de um terço de sua integralidade ainda não achou motivo para fazer uma boa escolha, visando fazer um esforço, colocando um bom gestor no Planalto.

O DEM ainda vai oficializar a ‘boa nova’, em Encontro do partido. Mas o eleitorado nacional, com a notícia da ‘desistência’ agradece, de forma antecipada, por razões que dispensam comentários. Aliás, nós já publicamos algo a respeito, neste blog, quando fizemos essa ‘previsão’, por conta da falta de ‘bagagem’ do postulante.

Veja a realidade brasileira, no quesito indefinição! O DEM chega a dizer, claramente, que o partido vai anunciar a ‘desistência’ da candidatura própria. Mas os dirigentes ainda não têm definição sobre quando vão anunciar isso. Parece mesmo uma brincadeira!

Algumas coisas são tão claras que nem precisariam ser anunciadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário