domingo, 30 de dezembro de 2018

ILUMINAÇÃO PRECÁRIA, EM MATÕES, FAZ PROMOTOR AJUIZAR AÇÃO CONTRA A PREFEITURA...

imagem meramente ilustrativa...

A precariedade na prestação do serviço de iluminação pública na cidade de Matões fez o Ministério Público ajuizar ação contra a Prefeitura. O MPE pede na ação Civil Pública que a Administração providencie a colocação e troca de lâmpadas em alguns pontos e até mesmo de postes, por conta da precariedade do serviço.

A precariedade do serviço de iluminação pública, como se sabe, reflete, consideravelmente, na queda da qualidade de vida e na segurança da população.

Antigamente, era a Cia Energética do Maranhão – Cemar, quem tinha tal obrigação. Hoje, é a própria Administração Municipal, ou seja, a Prefeitura quem embolsa o dinheiro proveniente da tarifa/contribuição de iluminação pública, paga todos os meses, na conta dos usuários do importante serviço. Por isso, a manutenção do serviço fica sob sua obrigação e responsabilidade.

Se a moda pega, hein!?

Nenhum comentário:

Postar um comentário